28 de março de 2018

Na descida para casa
Entre o louvor e o profano
Na rua do Padre Anchieta
Buscam a salvação
Entre a igreja e o boteco
Na descida
Há uma diferença grassa no olhar
Daqueles que entram em êxtase no culto e aqueles
Que entram em êxtase no copo...
Agora, logo agora escutando B.B. King
Olho  a direita da cama
Onde está o livro de Cruz e Souza
E esqueço a palavra que iria colocar no poema
Não a lembro, parece com perene
Mas logo agora encosto o braço no livro de
Cruz e Souza e vejo que a noite
Me surpreende com uma lua que comungo
Logo agora sem muitas paixões
Silêncio é palavra leve,
além estrelas
Meu pensamento é só Stellar.
Cássio Amaral.
28/03/2018

Um comentário:

João Menéres disse...

Deixo um abraço e gostei do poema.